Six Sigma - Coordenações se encontram para rever processos do Azevedo Lima

13 de JUNHO de 2018

Por Olenka Lasevitch

 

Coordenadores, supervisores, chefes de equipes médicas e diretoria técnica do Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói. se reuniram durante 20 horas na sexta-feira e sábado passados para estudar a aplicação da metodologia Lean Six Sigma no hospital.  O objetivo da ferramenta é buscar a melhora nos resultados da organização por meio da eliminação de desperdícios e da variação dos processos por projetos de melhoria. A metodologia representa a união entre o método Six Sigma e a filosofia e ferramentas do Lean.

 O grupo, composto por 25 profissionais, recebeu o treinamento pela coordenadora da Qualidade, Deborah Ferreira, com o apoio da equipe do setor, Barbara Correa e Ana Paula Teles. O objetivo foi repensar o hospital por meio da metodologia, buscando reorganizar os processos administrativos e assistenciais com foco na melhora do desempenho e eliminação de desperdícios, custos e atividades que não agregam valor ao dia a dia do hospital. Os presentes participaram também de uma dinâmica para verificar na prática como o método funciona.  Como exemplo, podemos citar a solicitação de compra de determinado material por um médico. Se o processo for longo demais, de forma a demorar na entrega do produto, ele precisa ser revisto. Se aplicada a metodologia, com uso de filas de prioridades e planilhas específicas, o tempo pode ser reduzido e o processo simplificado, o que será um ganho de qualidade para todos.

Além do Lean Six Sigma, o grupo também trabalhou a Metodologia dos 5 S, que visa à organização dos setores administrativos e assistenciais, com foco em conceitos como: organização, limpeza, padronização, disciplina e utilização.

Para o coordenador da TI, Alexandre Vieira, “o curso foi muito importante para todos, ainda mais para mim que assumi a coordenação agora e estarei mais focado em gestão. Abriu minha mente para novas ideias para o setor, como indicadores, planejamento, ambientes de rede e processos em geral importantes para melhorar a tecnologia do hospital. O melhor de tudo é que isso poderá ser feito só administrando o que a gente já tem, sem gerar custos.”





ÚLTIMAS NOTÍCIAS