41 anos de HDT - Uma história dedicada à salvar vidas!

10 de JANEIRO de 2018

Por Bastidores


O Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT/HAA) - gerido pela Organização Social Instituto Sócrates Guanaes desde 2012 - comemorou na manhã de hoje (10 de janeiro), junto de seus colaboradores, o aniversário de 41 anos da unidade. Na ocasião, três celebrantes representando às religiões cristãs espírita, católica e protestante proferiram palavras de fé aos presentes, retomando o verdadeiro significado do cuidado e da caridade.

O representante da religião espírita, José Robinson Gomes, mencionou que, segundo a doutrina, o ser humano é constituído por corpo, mente e espírito, sendo que todas as partes necessitam de cuidados e atenção. “Buscamos a cura para o corpo no mundo material, mas precisamos cuidar da alma, onde está nossa essência”, afirmou José. O pastor Adão Teles, representando a religião protestante, lembrou aos profissionais de saúde que “o hospital é a maior igreja que temos, por isso é preciso cuidar também do lado espiritual dos pacientes”. Finalizando a celebração, o ministro da Palavra Guilherme Calafiori, representante da religião católica, parafraseou o jogador de basquete estadunidense Michael Jordan ao dizer que “com talento se vence uma partida, mas é com uma equipe que se vence o campeonato”, se referindo à equipe multiprofissional do HDT.

Em seguida, o diretor geral interino da unidade, Dr. João Alves, reforçou que o hospital funciona porque existem profissionais que se dedicam ao trabalho e parabenizou aos que fizeram e fazem a história da unidade. “Parabéns ao HDT e principalmente parabéns às pessoas que trabalham aqui, alguns há meses e outros há décadas, mas todos por um bem comum, que é o bem do paciente, do ser humano”, destacou. Ao final, os presentes cantaram os parabéns e partilharam um bolo, simbolizando mais um ano de trabalho e referência na assistência de pacientes com doenças infectocontagiosas.


Memória - Para marcar a data e contar aos colaboradores atuais um pouco dos 41 anos de trajetória da unidade hospitalar e importância do HDT para a saúde dos goianos, a presidente da Comissão de História e Memorial do HDT, a médica infectologista Ledice Inácia, que atuou na unidade desde a sua fundação, em 1977, ministrou uma palestra em que apontou os principais momentos da história do hospital e sua cronologia.

Dentre as mais de quatro décadas de história do HDT, a médica destacou momentos de desafio vividos pelos colaboradores no tratamento de casos emblemáticos para Goiás, como o chegada de pessoas contaminadas com o césio 137, maior acidente radioativo em área urbana do mundo, em 1987; e também o tratamento do primeiro paciente portador do vírus de HIV, em Goiás, em 1985, quando esta ainda era uma patologia cercada de mitos. “Foi depois da chegada desse paciente que foi implantada uma comissão de controle de infecção hospitalar. A partir daí, o HDT foi credenciado como centro de treinamento para o controle das infecções hospitalares ligado ao programa do Ministério da Saúde”, lembra Ledice.


Veja abaixo fotos do evento:


Os representantes das religiões José Robinson, Guilherme Calafiori e Adão Teles, em oração pela unidade.

A presidente da Comissão de História e Memorial do HDT, Dra. Ledice Inácia.

A presidente da Comissão de História e Memorial do HDT, Dra. Ledice Inácia, o Diretor de Ensino e Pesquisa, Dr.João Alves, e a Diretora Técnica do HDT, Dra. Heloína Claret.

Os colaboradores presentes comemoram os 41 anos do hospital.

A celebração foi encerrada com o tradicional "Parabéns" e bolo comemorativo.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS