HDT/HAA promove 1º Simpósio de Cuidados Paliativos

11 de OUTUBRO de 2017


No mês em que é lembrado o Dia Mundial de Cuidados Paliativos (14 de outubro), o Hospital de Doenças Tropicais dr. Anuar Auad (HDT/HAA) realizou o 1º Simpósio de Cuidados Paliativos na última sexta-feira (6 de outubro), no auditório da unidade. Durante a abertura, os participantes da mesa diretiva, formada pela diretora geral do hospital, Aline Oliveira; diretora técnica, Heloína Claret; diretor de Ensino e Pesquisa, João Alves e a coordenadora do Núcleo Técnico Científico de Cuidados Paliativos (NTCCP), Jacqueline Rangel, deram boas vindas aos participantes e destacaram a importância de discutir sobre o assunto.

O evento, voltado para profissionais da área de saúde, organizado pelo NTCCP da unidade, teve como objetivo ampliar as discussões sobre o tema. As palestras abordaram os tópicos: “Comunicação de más notícias”, pela  psicóloga do Grupo de Apoio Paliativo ao Paciente Oncológico (Gappo) do Hospital Araújo Jorge, Edirrah Gorett; “Dinâmica – Linha da Vida”, pela psicóloga do NTCCP do HDT, Lúcia Chein; e   “Hipodermóclise”, por Leiliane Brito, que é enfermeira do Gappo.  Já os temas discutidos nas mesas redondas foram: - “Cuidados paliativos e suas peculiaridades” – que teve como participantes o  geriatra do HDT, Marco Aurélio, o médico geriatra do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG), Ricardo Borges, e o geriatra e presidente do Comitê de Cuidados Paliativos do Centro de Reabilitação e Readaptação dr. Henrique Santillo (Crer), Fernando Henrique de Paula -, e “Cuidados paliativos em HIV”. Participaram do debate a coordenadora do NTCCP do HDT/HAA, Jacqueline Rangel da psicóloga do mesmo núcleo, Lúcia Chein e o geriatra do grupo, Marco Aurélio. 

Para Jacqueline Rangel, o evento significa um sonho realizado. “É muito gratificante discutir sobre esse tema em nossa unidade, que começou esse trabalho há pouco mais de dois anos e já evoluiu muito”, afirmou. Segundo a diretora geral, Aline Oliveira, a busca pela segurança e conforto do paciente é um dos princípios básicos do Instituto Sócrates Guanaes (ISG) - Organização Social gestora do HDT/HAA -, por meio de seu fundador André Guanaes. “É nossa obrigação garantir qualidade de vida e dignidade até a morte, o que acontece com pacientes que recebem os cuidados paliativos”, disse.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS