ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.org 

CIPA promove Diálogo de Segurança sobre a Vacina contra a Covid-19 no AME Pariquera-Açu

17 de FEVEREIRO de 2021

Por Mônica Bockor

Se por um lado a vacina contra a Covid-19 traz esperança de dias melhores, de outro ela também vem permeada de dúvidas e incertezas, principalmente em razão do grande número de informações e notícias falsas que circulam pelas redes sociais. Para esclarecer as dúvidas dos colaboradores, os membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do AME Pariquera-Açu realizaram no dia 12 de fevereiro o Diálogo Diário de Segurança sobre a Vacinação. 
De forma didática, usando plaquinhas divertidas e até uma seringa gigante, as enfermeiras Adriana Souza e Silva e Ivana Lúcia Franco de Souza chamaram a atenção para o tema e responderam a diversos questionamentos. Simulando uma fila de atendimento para a vacinação, os colaboradores eram os “pacientes” que, em caso de dúvida ou receio de tomar a dose, podiam fazer perguntas para o “aplicador” da vacina. 
A copeira Claudete Gomez aprovou a iniciativa. “ Achei super criativo, a maneira de passar a informação foi ótima e divertida. As informações foram proveitosas, principalmente para mim, pois esclareceu todas as minhas dúvidas referentes à vacina”, disse ela. 
Entre os principais questionamentos estavam os efeitos colaterais, quantidade e tipos de vacina, quando será possível deixar de usar máscara. A seguir, algumas informações importantes sobre a vacinação contra a Covid-19.

Quais são os efeitos colaterais da vacina?
Até o momento, não há comprovação de nenhum efeito colateral grave por conta da vacinação contra a Covid-19. É possível haver um pouco de dor, inchaço ou vermelhidão no local da aplicação. Fadiga, febre, dor de cabeça e dores nos membros também não são incomuns nos primeiros três dias após a vacinação. Estas reações normais são geralmente suaves e diminuem após alguns dias. 

Após tomar a vacina posso parar de usar máscara? 
A vacina pode proteger da doença, mas não necessariamente do vírus, mesmo depois que houver a vacinação, ainda será necessário continuar com algumas medidas de segurança — como o uso de máscara, por exemplo — até que a pandemia esteja sob controle. É que mesmo que você esteja vacinado, pode transmitir o vírus para quem ainda não tomou a vacina. 

Por que é importante tomar as duas doses da vacina?
Para especialistas brasileiros, a aplicação de somente uma dose pode até gerar uma certa segurança, mas ineficiente para garantir a proteção ideal contra o vírus SARS-CoV-2. 

É possível ser infectado pelo coronavírus após ser vacinado?
Sim. Assim como a maioria das vacinas, a vacina contra coronavírus necessita de um período e reforço para que o organismo seja “ativado” e fique protegido, portanto você pode ter sido exposto antes do período da vacinação, ou por variante do vírus. Como todo imunizante, a eficácia da vacina não é de 100%. 

Quem já teve COVID-19 precisa tomar a vacina?
Sim. Quem já teve COVID-19 continua até então com a mesma necessidade dos demais em serem vacinados, pois não se sabe ao certo quanto tempo dura a resposta imunológica de cada indivíduo após ser infectado. No entanto a vacina não está indicada para aqueles com diagnóstico da COVID -19 há menos de 30 dias. 

Quem é vacinado transmite a COVID-19?
O que se sabe até agora é que a vacinação evita o desenvolvimento dos sintomas e a redução das mortes por COVID-19. Assim como muitos assuntos que envolvem a COVID -19, a não transmissão após a vacinação, deverá esperar por estudos, podendo ser melhor analisada após o aumento da cobertura vacinal da população para que se tenham impacto na transmissão. Os estudos caminham relacionado a quanto tempo dura a imunização e se as novas variantes do coronavírus serão resistentes ou não a vacinação. 

Faz mal tomar dose de vacinas diferentes?
Sim. Os tipos de vacinas existentes no mercado até então, são de laboratórios e componentes diferentes, no Brasil as doses que estão sendo realizadas são de vírus inativado e outra pela proteína do vírus, portanto são diferentes e a recomendação para a garantia da imunização é de que se tome a mesma dose da imunização, bem como para o acompanhamento e avaliação das pesquisas. 

Fontes: Documento Técnico Campanha de Vacinação Contra a COVID-19 - Divisão de Imunização/CVE/CCD/SES. Bula da Vacina do instituto butatan – Vacina de OxfordDIZERES DE TEXTO DE BULA – PROFISSIONAL DA SAÚDE - Vacina adsorvida covid-19 (inativada)- INSTITUTO BUTANTAN.








ÚLTIMAS NOTÍCIAS