ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.org 

Correio pneumático hospitalar garante segurança e economia no HRLN

29 de JULHO de 2020

Por Thaís Almeida

Quando pensamos em um atendimento hospitalar, imediatamente lembramos de medicamentos e assistência médica. Mas, em hospitais do porte do Regional do Litoral Norte (HRLN), com cerca de 25.000 m² de construção, proporcionar a entrega de medicamentos para todos os setores, mantendo o isolamento social e garantindo rapidez e agilidade, é uma missão que exige tecnologia e planejamento.

E essa é a fórmula usada pelo Hospital que foi construído já contando com tubulação e todo o sistema para o funcionamento do correio pneumático da farmácia. “O correio pneumático trata-se de tubulações que foram instaladas no hospital e possibilitam o envio de medicamentos via cápsulas para todos os setores. Hoje, o fluxo da farmácia é esse: recebemos os pedidos por meio do sistema MV (software de gestão hospitalar), imediatamente nossa equipe providencia os medicamentos, os coloca dentro da cápsula (de maneira segura, com duas espumas prensando o item para evitar deslocamento), e assim inserimos na tubulação, que suga a cápsula e a envia para o endereço solicitado”, explicou a coordenadora da Farmácia Samantha Castro, que atualmente lidera um time de 27 colaboradores que se revezam em turnos para abastecer o HRLN por 24h.

Cada setor assistencial do HRLN possui a sua própria cápsula e é responsável por: recebê-la e higienizá-la (evitando qualquer tipo de contaminação, principalmente durante a pandemia da Covid-19); devolvê-la imediatamente via tubulação (lembrando de checar se está corretamente fechada e com as duas espumas, para não ocorrer danos no processo) e em caso de dúvidas acionar prontamente a Farmácia.

“Não são todos os hospitais que têm esse recurso do correio pneumático, e é fantástico poder contar com essa tecnologia que gera uma economia enorme para a instituição. Sem o recurso do correio pneumático, precisaríamos de farmácias satélites nos andares e consequentemente maior equipe de funcionários e maior valor agregado ao estoque”, lembrou Samantha.

O sistema em números

Todas as cápsulas possuem um chip que permite ao setor da farmácia localizá-las. “O acionamento dos 2 compressores existentes no sistema propulsiona o ar dentro da tubulação que através da radiofrequência aciona o chip da cápsula e a direciona para sua estação ou envia de volta para a central.  É importante destacar que não devem ser colocados papéis ou plásticos soltos próximos às cápsulas na hora do envio, pois são sugados para dentro da rede e causam travamentos no sistema”, esclareceu Bianca Chagas, coordenadora da Engenharia, indicando que o correio pneumático do HRLN é composto por:

- 2 linhas de tubulação;

- 23 estações interligando o laboratório, farmácia e demais setores;

- Tubulação com 160mm de diâmetro e cerca de 1000 m de comprimento (instalada durante a construção);

- As cápsulas e as redes do HRLN suportam até 5kg/cápsula;

- A velocidade de envio das cápsulas é de em média 4m/s. 




ÚLTIMAS NOTÍCIAS