ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.org 

Tratando e curando cada vez mais

01 de JULHO de 2020

Por Olenka Lasevitch

Na semana passada, o estado do Rio de Janeiro ultrapassou a marca dos 80 mil pacientes recuperados do coronavírus, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). Grande parte destes pacientes foram tratados e curados nas unidades hospitalares estaduais, como o Azevedo Lima, que contribuíram para que mais de 70% dos infectados no estado ficassem livres da doença, até agora. 
Para comemorar a marca dos 80 mil recuperados, a SES divulgou uma entrevista com alguns destes pacientes, como o comerciante Felipe Abraão, de 27 anos, que esteve internado por 20 dias no Azevedo Lima.

Segundo Felipe, nos dias que ficou no CTI do Hospital, ele fez muitas amizades. Além das chamadas de vídeo com a família durante o período de isolamento hospitalar, o bate-papo com outros pacientes internados e com as equipes de enfermagem ajudavam a amenizar o difícil momento. “No quinto dia hospitalizado no Azevedo Lima, fui transferido para o CTI. Não cheguei a ser entubado, mas fiquei no ventilador para respirar melhor. Dos médicos às equipes de enfermagem, todos me trataram muito bem”, relatou. Quando teve alta, Felipe soube, ainda, que os seus familiares também receberam apoio psicológico pelos profissionais do Hospital.

Desde março até a semana passada, o Azevedo Lima chegou a atender mais de 850 pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19. Destes, 708 receberam alta para casa. “Os bons resultados no tratamento dos pacientes Covid que nos procuram deve-se, sobretudo, à dedicação, empenho e compromisso dos nossos profissionais”, garante o diretor técnico do Azevedo Lima, Dr.Casemiro. 

Segundo a coordenadora de enfermagem do CTI do Azevedo Lima, Tatiana Leandro, “para os profissionais que trabalham diariamente empenhados no cuidado a pacientes com Covid, expondo a sua própria saúde para salvar aquela vida, não há nada mais gratificante do que ver a recuperação do paciente. No meio de um cenário triste, com tantos óbitos, cada paciente que sai plenamente curado é um presente para nós”. 




ÚLTIMAS NOTÍCIAS