ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.org 

Tabaco, nicotina e Coronavírus

28 de MAIO de 2020

No ano de 2020 o Dia Mundial sem Tabaco, comemorado em 31 de maio, tem um motivo ainda mais especial para ser lembrado. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o tabaco causa diferentes tipos de inflamação e prejudica os mecanismos de defesa do organismo, deixando os fumantes mais expostos a riscos de infecção por vírus, bactérias e fungos. Devido a um possível comprometimento da capacidade pulmonar, o fumante possui mais chances de desenvolver os sintomas graves da Covid-19. O Ministério da Saúde, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) fazem o alerta:  As pessoas que fumam, independentemente da idade, fazem parte do grupo de risco para a doença. Para se proteger, parar de fumar é uma medida tão importante quanto lavar as mãos com água e sabão (saiba mais em https://bit.ly/2RpcPWh). 

Entre os inúmeros estudos em curso em torno do tema ‘Covid-19’, uma contraditória pesquisa francesa divulgada no dia 22 de abril gerou muitas dúvidas na internet por associar o cigarro a um suposto menor risco de infecção por Coronavírus. A comunidade científica aponta para a fragilidade do estudo e faz um importante alerta: a pesquisa ignora evidências científicas que apontam justamente no sentido oposto. Portanto, fumar segue como contraindicação para essa e outras doenças. 

O responsável pelo serviço de pneumologia do Ambulatório Médico de Especialidades de São José dos Campos, Dr. Claudio Frison, lembra ainda que o tabagismo é o maior causador de mortes evitáveis do mundo e que, no entanto, os benefícios para quem parar de fumar acontecem de forma rápida. Agora é o momento certo para parar de fumar. Neste dia 31 de maio, apague o cigarro e cuide-se!

#TodosJuntosContraoCoronavírus #DiaMundialSemTabaco




ÚLTIMAS NOTÍCIAS