ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.org 

Novas rotinas de trabalho: home office ganha adesão como medida para ajudar a frear a epidemia

15 de MAIO de 2020

Por Verônica Richardelli


A pandemia vem produzindo impactos significativos em escala global não só na área da saúde, mas na política, na economia, na cultura e no comportamento humano. Neste último caso, a necessidade de distanciamento social impõe novas rotinas de trabalho às empresas e acelera mudanças já em curso, como a implantação do trabalho à distância. No Instituto Sócrates Guanaes, 59% da força de trabalho corporativa - composta pelas equipes que não operam diretamente nas unidades de saúde - está atuando remotamente, em esquema de home office.

 

A disponibilização de recursos tecnológicos e a interação por meio de videoconferências entre o corporativo e as equipes das unidades já eram estimulados pelo Instituto, o que possibilita mais agilidade e eficiência à gestão no dia a dia. Agora, as reuniões à distância foram ampliadas. O trabalho remoto foi adotado para os setores com perfil de atuação adaptável a esta realidade e para colaboradores que fazem parte do grupo de risco. Reuniões diárias do Gabinete de Crise Covid-19 têm sido realizadas desta forma, reunindo equipes de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro e da Bahía.  


Marcelo Pollini, gerente de controladoria, está em home office há dois meses e concilia o trabalho com a atenção às filhas pequenas, uma de seis e outra de três anos. Para ele, a nova rotina tem se mostrado bastante produtiva. “Ganhei tempo, pois não preciso ir e vir, e produzo mais. As crianças não me dão trabalho. Em casa não há as distrações que há em qualquer escritório e, assim, eu consigo focar e entregar mais. A interação com os demais integrantes da equipe corporativa tem sido feita diariamente e, com as equipes das unidades, semanalmente, por videoconferência. E tudo tem fluído muito bem. Ganhei qualidade de vida".


A modalidade também tem funcionado bem para Otávio Adegas, assessor jurídico do ISG. “Estou há quase dois meses trabalhando em regime de home office. Além disso, todos os escritórios de advocacia que assessoram o ISG também estão com seus advogados, durante todo esse período, atuando remotamente e prestando os serviços com a mesma excelência de sempre. Obviamente que o trabalho remoto exige disciplina, organização e metas, mas certamente traz benefícios tanto para os colaboradores quanto para as empresas. Não tenho dúvidas de que essa mudança na relação de trabalho veio para ficar ".

 

A gerente de Gestão de Pessoas, Alexandra Nascimento, explica que “o modelo home office vem funcionando muito bem no ISG. Como muitas empresas, estamos nesta jornada aprendendo, utilizando a tecnologia a favor da gestão de pessoas e construindo as melhores práticas não só para estes tempos de crise, mas também como legado para quando isso tudo passar”.  

 

 

 

 

 




ÚLTIMAS NOTÍCIAS