ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.org 

Palestra no HRR alerta para destinação certa dos resíduos hospitalares

20 de FEVEREIRO de 2020

Descartar o lixo corretamente é essencial para garantir a segurança de todos

Com o objetivo de orientar e conscientizar os colaboradores sobre o descarte correto dos resíduos de saúde, o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do HRR promoveu palestra nos dias 12 e 13 de fevereiro, nos períodos da tarde e da noite. O tema foi abordado pelo químico Juarez Vecina, da Ambserv, empresa terceirizada que recolhe os resíduos infectantes do Hospital.
“Precisamos do envolvimento de todos os colaboradores para que o lixo hospitalar gerado no HRR seja descartado de forma correta. Além de dar o destino adequado de todo o material que pode contaminar o meio ambiente, colocar o lixo infectante no lugar certo ajuda a evitar acidentes de trabalho e contaminações entre os trabalhadores. Descartar o lixo corretamente é essencial para garantir a segurança e a saúde de todos”, destaca a enfermeira do SCIH, Flávia Dayane do Amaral, lembrando que as lixeiras são todas identificadas. Ela explica que o HRR já possui o Plano de Gerenciamento de Resíduos de Saúde, um conjunto de procedimentos que contempla a geração, segregação, acondicionamento, coleta, armazenamento, transporte, tratamento e destinação final desses resíduos. 
A Ambserve coleta todo o material biológico, infectante, químico e perfurocortante gerado no HRR. O lixo comum é levado pelo serviço da Prefeitura e, a partir deste mês, os materiais recicláveis serão revertidos em benefícios ao hospital. Além disso, o HRR acaba de firmar parceria com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Registro para o descarte de pilhas e baterias, que também possuem substâncias tóxicas. O papa-pilhas fica no almoxarifado e vai receber materiais do hospital e também trazidos pelos colaboradores de casa. “Para poder retirar pilhas e baterias novas no almoxarifado, o profissional deve descartar as usadas”, ressalta Flávia. O Hospital é fiscalizado pela Vigilância Sanitária e pela Cetesb e pode ser penalizado se não cumprir todas as normas para o descarte dos resíduos de saúde. 



ÚLTIMAS NOTÍCIAS