ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.org 

HDT e CEAP-SOL promovem corrida “Um por Todos e Todos Contra a Aids”

10 de DEZEMBRO de 2019

Mais de 450 pessoas participaram, no último sábado (7), da corrida e caminhada “Um Por Todos e Todos Contra a Aids”, promovida pelo Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT) e pelo Centro Estadual de Atenção Prolongada e Casa de Apoio Condomínio Solidariedade (CEAP-SOL), unidades geridas pelo Instituto Sócrates Guanaes (ISG) em Goiânia, Goiás. Com largada às 18h no Parque Areião, o evento esportivo teve como objetivo celebrar o Dia Mundial de Luta contra Aids, lembrado no dia 1° dezembro.


 Os percursos foram de 2km na caminhada e 5km na corrida, divididos em duas categorias, sendo elas o individual masculino e o individual feminino. O primeiro colocado da corrida, Murilo Ramos Silva, traçou a linha de chegada com 18 minutos e 20 segundos, e destacou a importância de participar da prova. “Eventos como esse criam uma oportunidade de unir o esporte que gostamos com uma causa relevante para sociedade”.


“Muitas vezes as pessoas com HIV acabam se escondendo por pensar que não podem levar uma vida normal, praticar um esporte ou algo que desejam. Temos que mostrar que o atletismo como qualquer outro esporte é uma oportunidade de inclusão social”, ressalta Rafael Rocha, atleta que corre há um ano e três meses, acompanhado pelo filho cadeirante.


O evento contou com a presença do secretário de Saúde, Ismael Alexandrino que também participou da corrida. “O HDT é um hospital de referência no tratamento de pessoas com HIV/Aids, e temos que trabalhar esse tema com a população para sempre lembrá-la sobre a importância da prevenção”, destacou Ismael. 


Segundo o diretor geral das unidades, Roger Moreira, o foco do evento foi de demonstrar que pacientes portadores do vírus adeptos ao tratamento podem levar uma vida normal e saudável. “Nosso objetivo é orientar a população sobre a prevenção não só contra a AIDS, mas de outras doenças sexualmente transmissíveis, e mostrar por meio do esporte, que esses portadores podem viver como qualquer outra pessoa”.


Seleção de fotos :




ÚLTIMAS NOTÍCIAS