ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.orge 

Profissionais do HDT participam de 2° Congresso Goiano de Infectologia

09 de JULHO de 2019

Com intuito de discutir temas atuais e importantes sobre a infectologia, aconteceu entre os dias 27 e 29 de junho, no auditório da Cifarma Científica Farmacêutica, a segunda edição do Congresso Goiano de Infectologia. O evento contou com uma programação científica para debater diferentes temas da área.

Em sua segunda edição, o congresso reuniu alguns dos mais renomados especialistas do país, sendo que grande parte dos envolvidos compõem o corpo clínico do Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), unidade gerida pelo Instituto Sócrates Guanaes (ISG) em Goiânia. O hospital é uma unidade de referência no atendimento de média e alta complexidade em infectologia e é certificado pela ONA em nível 2.

A presidente da Sociedade Goiana de Infectologia e médica do HDT, Dra. Christiane Kobal, destacou que Goiás é um dos poucos estados do país com um hospital especializado no tratamento de doenças infecciosas e enfatizou a importância da participação da maioria dos profissionais da unidade. “Cerca de 90% dos infectologistas envolvidos no congresso fazem parte do corpo clínico do HDT e são profissionais que sempre buscam estar atualizados aos temas pertinentes à área, o que acaba permitindo que a unidade ofereça um atendimento de excelência para população”.

A diretora de Ensino e Pesquisa do HDT, Dra. Marília Turchi, mencionou a relevância do congresso para a produção científica da área. “O HDT também se fez presente com a apresentação de vários trabalhos científicos e com a participação de alunos de graduação e residentes sob a orientação de preceptores e tutores de programas de residência da unidade. O hospital, por ser um dos poucos no país com perfil e experiência no manejo de doenças infecciosas, tem grande potencial para contribuir com a produção científica do conhecimento desses agravos”, destacou.

O diretor geral da unidade, Moisés Wanderley, elogiou a realização do evento e comentou sobre a importância da relação entre o conhecimento científico e a assistência qualificada. “Com foco em promover saúde por meio da educação, o ISG capacita os profissionais para cuidar da saúde da nossa população de forma eficiente e humanizada e incentiva a realização de eventos como esse”, finalizou.

Durante os dois dias de evento, foram apresentados e discutidos avanços e desafios no manejo clínico de várias doenças infecciosas como, por exemplo: infecções fúngicas sistêmicas; hepatite C; pneumonia associada à ventilação mecânica; infecções por bactérias multirresistentes; infecções em hospedeiros imunocomprometidos e doenças infecciosas negligenciadas. O congresso reuniu mais de 300 pessoas, dentre elas médicos infectologistas, clínicos, microbiologistas, farmacêuticos, enfermeiros e estudantes de medicina.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS