ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.orge 

Brigada para combater Dengue, Zika e Chikungunya no Heal

07 de JUNHO de 2019

Por Olenka Lasevitch e Verônica Richardelli


‘O sistema de vigilância de estados e municípios e toda a população devem reforçar os cuidados para combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya’. A orientação é do Ministério da Saúde. Houve um aumento de 264% dos casos de dengue em todo o país, passando de 62,9 mil nas primeiras 11 semanas de 2018 para 229.064 no mesmo período deste ano*. Esta semana, uma equipe de especialistas da Divisão de Controle de Vetores da Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro esteve no Hospital Estadual Azevedo Lima capacitando colaboradores na identificação de situações e atitudes que possam facilitar a proliferação do mosquito. Segundo o coordenador Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP) do Azevedo Lima, Eduardo Aguiar, este é um projeto de âmbito federal que está sendo desenvolvido em todo o país por meio das secretarias de saúde.

Entre outras informações, os especialistas abordaram as formas como o mosquito se prolifera e propaga de um local para outro, causando infestações. Também apresentaram os principais sintomas das doenças e as formas de precaução, que sempre passam pela fiscalização dos locais que possam vir a ser criadouros do mosquito. A próxima ação a ser desenvolvida pelo Azevedo Lima é criar uma brigada de controle do Aedes Aegipty no Hospital, que deverá, entre outras incumbências, fazer a fiscalização por meio de rondas e gerar um relatório das atividades.

A equipe do NEP já deu início à multiplicação das informações sobre a capacitação de controle de vetores para todos os colaboradores da Unidade. “Por causa dessas doenças, tem muita gente morrendo ou se afastando do trabalho em todo o país. Para evitar que isso continue acontecendo, é fundamental a conscientização de toda a sociedade. Por isso, vamos criar a brigada com até dez pessoas. Além de participarmos de um evento federal, estaremos vigiando para não termos o mosquito aqui”, explica Eduardo.


Siga as dicas: 

* Fonte: Ministério da saúde: http://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45314-cresce-em-264-o-numero-de-casos-de-dengue-no-pais




ÚLTIMAS NOTÍCIAS