ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.orge 

Ação no HRJR alerta para prevenção e combate à hipertensão. Confira as dicas.

09 de MAIO de 2019

Para lembrar o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, comemorado em 26 de abril, colaboradores do Hospital Regional Jorge Rossmann, em Itanhaém, participaram de ação com dicas e alertas para os cuidados com a saúde a partir de hábitos alimentares saudáveis e o controle da doença.

Em um estande montado na entrada do Refeitório, a equipe de Nutrição mostrou a quantidade de sódio (principal componente do sal) e os perigos da ingestão dos principais produtos industrializados, ressaltando alimentos naturais que combatem à hipertensão.

A técnica de enfermagem do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) do HRJR, Eliana Dohnal, também colaborou aferindo a pressão arterial dos colaboradores e orientando sobre o uso excessivo do sal. “A hipertensão arterial, conhecida como pressão alta, é uma doença silenciosa e, muitas vezes, as pessoas não sabem que têm. Se não for controlada, a doença pode levar a diversos outros problemas de saúde”, explica Eliana.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 34 pessoas morrem por hora de doenças cardiovasculares no país (infarto, hipertensão, AVC e outras enfermidades), que têm como principal fator de risco a hipertensão arterial.

O supervisor de nutrição do HRJR, Felipe Raymundo Neves Fernandes, diz que a recomendação é reduzir o consumo de alimentos altamente processados, como macarrão instantâneo, sopas prontas, embutidos e molhos industrializados. “A quantidade diária recomendada de sal é de 5 gramas, mas os brasileiros consomem 12 gramas diariamente”. Ele cita como exemplo o creme de cebola, que possui o equivalente a 7 gramas de sal, mais que a recomendação diária.

Felipe sugere a ingestão de alimentos ricos em potássio, como frutas, verduras e legumes. “O potássio ajuda a reduzir o excesso de sódio no nosso organismo, por isso são alimentos importantes para combater a hipertensão arterial”, explica.

Mais informações sobre alimentação adequada e saudável podem ser obtidas no Guia Alimentar para a População Brasileira, criado pelo Ministério da Saúde com o objetivo de apresentar um conjunto de informações e recomendações sobre alimentação que objetivam promover a saúde.

Clique aqui e assista ao vídeo com as dicas orientações do supervisor de nutrição do HRJR, Felipe Raymundo Neves Fernandes.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS