ISG Saúde - Instituto Sócrates Guanaes | isgsaude.orge 

Ouvidoria do Azevedo Lima passa por melhorias e registra aumento significativo de elogios

24 de JANEIRO de 2019

Desde que assumiu a gestão do Azevedo Lima, em 2014, o Instituto Sócrates Guanaes (ISG) tem tratado com prioridade o Serviço de Ouvidoria criado pela Secretaria Estadual de Saúde. Recentemente, ganhou sala nova, em local de mais fácil acesso para os usuários, e intensificou as buscas ativas. O setor registra ainda que o número de manifestações positivas recebidas vem crescendo ano a ano. 


 

A Ouvidoria é responsável pelo encaminhamento e acompanhamento das demandas dos pacientes, acompanhantes e funcionários do hospital no que diz respeito aos elogios, reclamações, sugestões, informações, solicitações e denúncias, que também são consolidadas em um relatório mensal encaminhado à diretoria da unidade e à Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Na semana passada, a Ouvidoria do Azevedo Lima passou a funcionar em novo local, próximo à entrada da Emergência. Os diretores do Azevedo Lima, Claudia Soares e Rogério Casemiro, explicam que a mudança se deu para melhorar a acessibilidade das pessoas e estimular que se manifestem espontaneamente.

 

Outra mudança, implantada desde dezembro, foi no processo de busca ativa, aquela por meio da qual os colaboradores vão até o paciente para captar possíveis demandas. A busca ativa sempre fez parte do processo da Ouvidoria, mas a partir de dezembro ela foi intensificada. Os pacientes e acompanhantes nas enfermarias, ambulatório e recepções passaram a ser abordados individualmente e não mais em conjunto. “Com isso, percebemos um aumento bem significativo nas demandas, cuja média mensal passou de 60 para mais de 200”, explica a Coordenadora da Ouvidoria do Azevedo Lima, Jurema Mendonça, ressaltando a importância da busca ativa: “É uma oportunidade que a gente dá ao paciente que está acamado de se manifestar e conhecer o serviço da Ouvidoria. Percebemos que individualmente ele fica mais à vontade para falar”.

 

O prazo para resposta das demandas dos clientes dado pela Secretaria de Saúde é de até dez dias, mas a diretoria do Azevedo Lima pede que as questões sejam respondidas em até três dias úteis, sempre que possível.

 

 




ÚLTIMAS NOTÍCIAS