Novembro Roxo: Homenagens ao mês da prematuridade

27 de NOVEMBRO de 2018

Hospital Regional Jorge Rossmann e Hospital Estadual Azevedo Lima organizam eventos em conscientização ao tema



Durante o mês de novembro é comemorado mundialmente o Dia da Prematuridade, quando se busca discutir e combater as causas que levam ao parto antecipado. São considerados prematuros os bebês que nascem antes de completar 37 semanas de gestação. No Brasil, segundo a Fundação Oswaldo Cruz, a taxa de prematuridade é superior a 10%, quase o dobro do que é observado nos países europeus. Ou seja, em cada dez crianças que nascem,  pelo menos uma é  prematura. 

Entre as unidades geridas pelo Instituto Sócrates Guanaes, o Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói (RJ) e o Hospital Regional Jorge Rossmann, em Itanhaém (SP), mantêm unidades de tratamento intensivo para recém-nascidos, oferecendo atenção especial à prematuridade por meio do trabalho desenvolvido pelas equipes assistenciais focadas nestes pequenos pacientes e também nos pais. 

No Azevedo Lima, para homenagear o mês da prematuridade, também conhecido como Novembro Roxo, as equipes da UTI Neonatal promoveram uma confraternização entre pais e bebês que já tiveram alta da unidade e também mães cujos bebês ainda estão internados. Cerca de 30 pessoas participaram do evento, que incluiu palestras e um lanche para os convidados. De Janeiro a Outubro de 2018  foram admitidos 231 prematuros na UTI Neonatal do Azevedo Lima. 

No Hospital Regional Jorge Rossmann (HRJR) as ações aconteceram durante uma semana inteira, com palestras sobre os cuidados no tratamento dos bebês prematuros, depoimentos e homenagens que marcaram a Semana da Prematuridade no Hospital. Entre outras atividades, foram realizadas oficinas com as mães da UTI Neonatal para confecção de capas de super-heróis. Os bebês tiveram seus primeiros registros fotográficos feitos com as capinhas de personagens, como Capitão América, Batman, Flash e Mulher-Maravilha. “A ação têm o objetivo de reconhecer a força que esses bebês demonstram durante o internamento. São verdadeiros heróis”, explica a pediatra e coordenadora da UTI Neonatal, Marilene K. Martins, ressaltando também  a importância do aleitamento e da doação de leite materno para ajudar no desenvolvimento dos bebês prematuros internados na UTI: “Estudos comprovam benefícios para os bebês prematuros que recebem o leite materno, como diminuição dos riscos de infecção e melhora do sistema imunológico. Doar é um gesto importante, reforça os estoques de banco leite e é fundamental para ajudar no progresso dos prematuros”.

O diretor técnico do HRJR, Dr. Cézar Kabbach, elogiou a iniciativa do evento e ressaltou a importância dos profissionais envolvidos no atendimento aos prematuros. “O tratamento realizado no parto prematuro não depende apenas do médico, mas da equipe multiprofissional empenhada em dedicar a melhor assistência e preparar a família para os cuidados com o bebê. Cabe a nós, durante o período da mãe no hospital, oferecer condições e segurança para que ela consiga continuar os cuidados que proporcionamos aqui”.

No Azevedo Lima, a  coordenadora médica da UTI Neonatal, Dra.Cristine Delgado, deu as boas-vindas aos presentes e falou sobre formas de prevenir a prematuridade, como a realização do exame pré-natal e o controle da pressão arterial, entre outros. Ela abordou a participação do Azevedo Lima no Projeto Coala, de âmbito nacional, focado no controle do oxigênio ofertado ao bebê, que é a medicação mais usada na neonatologia, mas que em excesso também pode causar problemas para os bebês. Ela agradeceu a presença das mães lembrando o quanto é gratificante ver fortes e saudáveis aquelas crianças que um dia estiveram internadas aqui em meio a lutas, lágrimas e orações. Cinco destas crianças, com idades entre 3 meses e 1 ano e 9 meses, vieram ao Azevedo Lima com seus pais para a confraternização. 

A coordenadora interina de enfermagem, Patrícia Azevedo, informou que os pais de bebês internados passarão a ter acesso também ao atendimento do setor de Psicologia, pelo Grupo de Escuta e Apoio aos Pais do Bloco Neonatal, que está previsto para iniciar em dezembro de 2018 . Finalmente, a fisioterapeuta Fabiana Diaz apresentou a história de diversos bebês que estiveram internados na UTI Neonatal do Azevedo Lima por meses, foram tratados,  tiveram alta e hoje vivem uma vida normal. 


Super Heroína Luna no Hospital Regional de Itanhaém


Super Herói Pedro Henrique no Hospital Regional de Itanhaém


O diretor técnico do HRJR, Dr. Cézar Kabbach, elogiou a iniciativa do evento


A pediatra e coordenadora da UTI Neonatal do HRJR, Marilene K. Martins,
ressaltou a importância da doação de leite materno





ÚLTIMAS NOTÍCIAS